Sobre o que você quer saber?

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Dieta rica em carne pode antecipar menstruação, diz estudo




















Pesquisa realizada recentemente no Reino Unido, publicada no portal Folha Online, sugere que meninas que consumem muita carne na infância tendem a menstruar mais cedo. A questão é preocupante, já que a menstruação antecipada pode aumentar o risco de casos de câncer de mama, ligado ao fato de que essas mulheres ficam expostas a níveis bastante altos de estrôgênio durante grande parte de suas vidas.

Dieta rica em carne pode antecipar menstruação, diz estudo

Por Emma Wilkinson, da BBC News

Uma pesquisa da Universidade de Brighton, no Reino Unido, sugere que meninas que têm uma dieta rica em carne podem começar a menstruar antes que outras adolescentes.

Os pesquisadores compararam as dietas de mais de 3.000 meninas de 12 anos e descobriram uma ligação entre a menstruação antecipada e o alto consumo de carne aos três anos de idade (mais do que oito porções por semana) e aos sete anos (mais de 12 porções por semana).

No artigo, publicado na revista especializada "Public Health Nutrition", os pesquisadores afirmaram que a dieta rica em carne pode preparar o corpo para a gravidez, desencadeando a puberdade antecipada.

"Carne é uma boa fonte de zinco e ferro, requisitos que são altos durante a gravidez", disse a coordenadora do estudo, Imogen Rogers, da Universidade de Brighton.

"Uma dieta rica em carne pode ser vista como indicativo de condições nutricionais adequadas para uma gravidez bem sucedida", acrescentou.

Os cientistas pesquisaram meninas de 12 anos e oito meses, separando-as em dois grupos: as que já tinham começado a menstruar e as que ainda não tinham menstruado.

Ao comparar as dietas destas meninas nas idades de três, sete e dez anos, eles descobriram que o consumo de carne em idade precoce estava fortemente ligado com a menstruação antecipada.

As chances de se ter a primeira menstruação aos 12 anos de idade eram 75% maiores entre aquelas que comiam mais carne aos sete anos.

A menstruação antecipada está ligada ao aumento no risco do desenvolvimento de câncer de mama, possivelmente devido ao fato de estas mulheres estarem expostas a níveis mais altos de estrogênio durante suas vidas.

Mas os pesquisadores destacam que não há necessidade de as meninas cortarem a carne de suas dietas e sim moderar nas quantidades.

Na pesquisa, as meninas de sete anos que se encaixavam na categoria de maior consumo de carne comiam realmente grandes quantidades do alimento, eles afirmaram.

Peso

Ao longo do século 20, a média de idade na qual as meninas iniciam a menstruação caiu dramaticamente e agora dá sinais de estabilização.

Isto se deve a uma melhora na nutrição e ao crescente nível de obesidade, que tem impacto nos hormônios.

Embora as descobertas do estudo atual sejam independentes da questão do peso, o estudo confirma pesquisas anteriores ao mostrar que garotas mais pesadas tendem a menstruar mais cedo.

No entanto, para Imogen Rogers, o peso não pode ser o único fator que influi neste fato, já que a média de idade da primeira menstruação não variou necessariamente com os níveis de obesidade.

Ken Ong, endocrinologista pediátrico do Conselho Britânico de Pesquisa Médica, afirmou que no último século ocorreram "grandes mudanças" no momento em que ocorre a primeira menstruação.

Ong acrescentou que a ligação com o consumo de carne é "plausível".

"Isto não está relacionado a um tamanho maior do corpo, mas pode estar relacionado a um efeito mais direto da proteína da dieta nos níveis de hormônio", afirmou.

Para visualizar a reportagem direto da fonte, acesse o portal Folha Online.

Um comentário:

Saber Mulher disse...

Olá,

Esse estudo é realmente muito interessante. É importante alertar as mães para a necessidade de moderar a quantidade de carne vermelha na dieta das suas filhas durante a infância.

Divulgamos essa matéria também em nosso Twitter.

Abs,

Saber Mulher